Quem cuida de quem cuida?

Atualizado: Mai 14


As mulheres se orgulham da capacidade que tem de resolver todos os problemas: Seja do trabalho, de casa, cuidar dos filhos, do marido, da organização e limpeza doméstica, dos cuidados com a educação, saúde e lazer da família e tudo isso ao mesmo tempo em que fazem as compras do mês no supermercado, estão na fila do banco pagando ou esperam pelo transporte para chegar ao trabalho.

É o mito da mulher heroína! Preciso dizer: está na hora de acordar. A mulher “faz-tudo”, a heroína, não existe! E adoece!


Entender que, quem precisa dos primeiros cuidados somos nós e se estivermos bem

poderemos organizar os cuidados com os nossos próximos inverte essa ordem.


Por exemplo, entender que não precisamos somente da “ajuda” com os trabalhos domésticos mas que precisamos aprender a “dividir” as tarefas, parte do princípio que todos podem realizá-las e convida a todos os moradores de uma casa, marido, filhos (de todas as idades) ou outras pessoas a colaborar e entender que a participação é importante.


Isso parece simples, mas não é, principalmente para própria mulher. Dividir as tarefas do dia-a-dia é abrir mão de um lugar ainda muito valorizado cultural e socialmente, aquele lugar de “rainha do lar”!


Precisamos e muito falar sobre isso.


#pandemia #mulher #sobrecarga

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo